Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

02
Dez17

Mercúrio retrógrado em Sagitário

por maga rosa

 

Mercúrio prepara-se para iniciar o seu movimento retrógrado, o que aos nossos olhos parece andar para trás. Trata-se de um movimento aparente e nós bem sabemos disso Ó senhores astrónomos! Não nos crucifiquem, ok?! A astrologia tem muito de astronomia, mas não se rege exactamente pelos mesmos princípios. Em astrologia a pessoa é o centro e tudo o que se passa ao seu redor, inclusivamente o que existe no céu, é visto sob essa óptica.
 
Voltando ao tema deste “post”, Mercúrio em movimento retrógrado no signo de Sagitário. Neste signo Mercúrio não se sente confortável. Tudo o que faz fica mais distorcido. Agora imaginem um planeta enfraquecido pela sua posição por signo e ainda a fazer marcha-atrás.Traduzindo isto para palavras que todos entendam, quer dizer que tudo o que é representado por este planeta passa a sofrer mudanças súbitas. Muda-se o rumo de alguns acontecimentos, cancelam-se planos, outros sofrem demoras. Tudo se torna mais imprevisível. Literalmente, dá-se o dito por não dito.
 
Neste momento ele está só a desacelerar e a preparar-se para fazer a mudança de direcção, mas a partir da próxima Segunda-feira já entra no tal movimento para trás. Mercúrio estava quase a sair de Sagitário, mas assim ainda vamos ter de o aguentar por lá mais uns tempos e só depois passa a Capricórnio onde fica um pouco mais pé no chão. No entanto, uma vez que o planeta significador da mente e da comunicação decidiu em última hora andar ali a repisar chão sagitariano, então é uma boa ideia usarmos essa energia (e impulso), de uma forma mais construtiva. E que tal aproveitar para ler um pouco mais, ou procurar assuntos interessantes e fazer por aprofundar o conhecimento sobre os mesmos. Procurar cursos. Aprender outras línguas e outras culturas. Uma vez que Sagitário é todo ligado ao esoterismo e à busca de conhecimentos de novas e diferentes filosofias de vida, esta é uma boa fase para conhecer mais sobre o assunto e a si mesmos. E porque não, marcar uma consulta de astrologia? ;) (tinha que puxar a brasa à minha sardinha! ehehehe)
 
As coisas negativas às quais deve prestar atenção, são sobretudo do âmbito da palavra. Mentiras que se dizem, muitas vezes porque se perde a noção e quando se dá por isso já se ganhou o embalo e vai por ali fora, inventando. Por isso, atenção ao exagero e à gabarolice. Atenção também na hora de fazer negócios, sejam eles grandes ou pequenos. A tendência é para se exagerar na exposição das muitas qualidades (sejam elas reais ou não), e se estiver na pele do comprador acabar a ser ludibriado. Acabar a comprar gato por lebre como diz o ditado. Ou então, não se ficar completamente esclarecido e acabar cheio de dúvidas quanto às regras e condições. Ou a ver ir por água abaixo algum negócio ou acordo. O melhor mesmo é estar atentos.
 
Mercúrio vai estar retrógrado até ao final do dia 22 de Dezembro, iniciando novamente a sua marcha directa ao início do dia seguinte. Encontra-se em Sagitário até dia 11de Janeiro. Depois do dia 22 de Dezembro fica menos enganador (a sua faceta mais negativa), mas ainda andará disperso, embora muito filosófico. Mesmo assim é uma fase de desafios.
 
Vale-nos a boa disposição de Mercúrio em Sagitário!
 
                                                                        Créditos de imagem: Koto Bolofo

 

 
25
Nov17

Sagitário

por maga rosa

 

O centauro é o símbolo de Sagitário, metade cavalo, metade homem. Metade besta, metade humano. Metade impulso e o outro tanto é feito de sabedoria e filosofia. Não é por acaso que lhe chamam o arqueiro do zodíaco, aquele que faz justiça pelas próprias mãos. Aquele que não suporta injustiças e está sempre pronto a defender quem julga ser o mais fraco. Ora brusco, ora social.
 
Do alto da sua montada alcança vistas largas e com o arco sempre apontado ao longe, lança as flechas em direcção ao seu objectivo, ou aos seus vários objectivos. Sim, porque o Sagitário não é para menos. Quanto mais experienciar melhor. Os detalhes aborrecem-no. A novidade e os riscos atraem-no.
 
A ponta da seta a indicar que o caminho é para a frente. Tristezas não pagam dividas e o passado já era.
 
Tal como o cavalo que corre solto e livre, é assim o Sagitariano. Indomável. Que não lhe tirem a liberdade senão definha e sufoca. É o eterno viajante, alimento das boas histórias que traz consigo e adora contar.
 
Não gosta de pessoas grudentas, pegajosas, que se colam que nem pastilhas elásticas. Mas, é generoso, amigo e companheiro. Um pouco sem filtro às vezes, que diz o que pensa, ou nem pensa mas mesmo assim diz.
 
É assim o Sagitário, divertido, optimista e de uma alegria jovial e contagiante. Um pouco despistado também. Num grupo de pessoas, se quer saber qual é o Sagitário. Escute. Ele é aquele que dá a maior gargalhada.  
 
Até dia 21 de Dezembro é o signo onde andará o astro rei, o Sol. É a energia astral que temos. Ah, mas para aqueles que são de Sagitário e que começam já a dizer que isto não é bem assim, calma! Não me atropelem já, que eu explico. É que todossomos os 12 signos, o que dará uma mistura bem mais complexa e que só estudandoo mapa astral de forma individual dará para perceber melhor a personalidade de cada um. Ou em que áreas das nossas vidas actua este ou o outro signo. É essa mistura com todas as suas tonalidades que faz de nós seres únicos.
 
Parabéns para todos os Sagitarianos!
 
                                                                        Fonte de imagem: Carta Cósmica
                                                                   
 

 

 
06
Set17

A minha gaiola dourada

por maga rosa

 

Estamos na fase de Lua cheia, hoje, precisamente à hora em que acordei, lá estava ela no seu auge! E esta Lua Cheia mesmo em cima do meu Ascendente trouxe ao de cima algumas reflexões. A Lua é isso mesmo, são as memórias e vivências que vamos carregando na nossa bagagem. Em Peixes ela traz à tona o sonho e é sobre esse sonho que eu hoje escrevo…
 
Não foi há muito que tivemos um eclipse solar no signo de Leão e sobre o qual até escrevi aqui. No meu mapa natal, para além de se dar na casa VI (a  das rotina e tarefas dodia-a-dia), até que não “tocou” nada significante em Leão (signo onde estava oSol no momento do eclipse) e nem no seu signo oposto, Aquário. No entanto, adupla (Sol e Lua) conseguiram tocar a minha Lua através daquilo a que os astrólogos chamam de sextil, um aspecto tido de bonzinho, amigável. E onde está a minha Lua natal? Precisamente na casa IV, que significa as raízes, a bagagem que carrego comigo e literalmente a minha casa. E por quadratura (um aspecto mais tenso), ao regente do meu ascendente.
 
E não é que umas semanas antes de se dar o eclipse, comecei com uma sensação que nem eu mesma entendia. Era como se sentisse uma vontade inexplicável de me libertar dealgo… De começar de novo. Simplificar é o termo mais correcto até, para estemeu sentir.
 
A casa ficou grande demais. Exigente demais. Sufocante para esta minha alma nómada. E eu que adoro a minha casa, o meu lar. O meu cantinho no mundo, que construí de raiz com tanto amor e dedicação. Aqui está tanto de mim. Esta casa sou eu e tornou-se na minha gaiola dourada. 
 
Não perdeu o encanto, mas tornou-se demais. E dei por mim a ver terrenos, a dar primazia à vista. Ao espaço envolvente. Poder ver um nascer do sol da janela,ou o pôr-do-sol sentada à porta da casa. Ter a natureza paredes meias, mas sem perder de vista a civilização. Poder viver mais lá fora e menos cá dentro. 
 
Dei por mim a falar ao telefone com o senhor de uma imobiliária e a dizer-lhe que desejo uma casa pequenina. Ele riu-se e respondeu:
 
-“ Tem graça, é que toda a gente quer o contrário, cada vez maior!”
 
Pois, então eu estou virada do avesso, só pode!
 
Quero a minha casinha pequenina, com muitas janelas e portas abertas para a rua, para ver eviver o mundo lá fora.
 
A tensão que o eclipse causou (e ainda está a causar) no planeta regente do meu ascendente na casa III (que significa o ambiente à nossa volta, entre outras coisas) está a empurrar-me literalmente para fora da minha casa e de mim mesma.
 
Só por curiosidade… Há 18 anos, em 1999, precisamente quando se deu um eclipse no signo de Leão, no mês de Agosto andávamos nós a empacotar tudo e a deitar abaixo a casa que anteriormente ocupava este sítio. A casa velhinha para onde viemos morar com a nossa filha bebé, há 29 anos, também em Agosto.
 
Eu sou de signo Touro. Mudança? Isso é com calma!
E vem um eclipse que eu até desvalorizei, para mexer com as minhas estruturas internas no sentido de me obrigar à mudança…
 
🌞🌛
 
 
 
                                                                                                          Imagem ilustrativa: Pinterest
21
Ago17

Eclipse solar

por maga rosa

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Hoje é dia de eclipse do Sol, fenómeno que sempre desperta atenção e curiosidade. Mais visível numas partes do globo do que noutras, pelo que, astrologicamente, o seu efeito a nível mundial será mais sentido onde também for mais visível. A nível pessoal, não vale a pena levar tudo ao pé da letra (do que se lê), porque o mais provável é a maior parte de nós mortais nem darmos por ele nas nossas vidas. Basta ver onde se dá (nos mapas de nascimento) e o que cada um lá tem. Neste caso específico, é já no final do signo de Leão, onde o Sol é rei e senhor e por breves momentos a sua consorte (a Lua) o ofusca, colocando-se-lhe à frente. Qual rei gosta de se sentir apagado? Provavelmente nenhum!
 
Isto poderá eventualmente significar algumas mudanças de foco e até o reviver de velhas situações. É a Lua que traz o passado e questões mais emocionais. Dependendo daquilo que esta Lua Nova vai tocar no nosso mapa, é onde poderá ocorrer alguma viragem. Ver sobretudo que planetas (de preferências pessoais) se encontram no final de Leão, ou então, no final de Aquário. Ver também que áreas de vida estão representadas por esses mesmos planetas e poderá ser aí que se faça sentir.
 
Ah! E não esquecer de proteger os olhos caso queiram andar a olhar para o céu nessa hora. Cuidado com os efeitos prejudiciais nos olhos e na visão. O melhor é ver de forma indirecta. Por isso, não olhem lá para cima, nem mesmo com óculos de sol!
 
                              
                                                                                  Fonte de imagem: Pinterest
02
Jun17

Saturno

por maga rosa

 

E eu a dar-lhe com o nosso amigo Chaturno!
 
Pudera! É a pedra no meu sapato... Nasci com ele mesmo juntinho ao ascendente. Penso qu eme torna um pouco mais sisuda (às vezes toda eu me sinto sorrisos e vêm-me com esta: - Estás tão séria! E eu cá para mim: “O quê?!” Maldito Saturno!)  J
 
Por vezes gostava de ser mais impulsiva e arriscar. Mas não. Tenho de pensar tudo bem pensado. Fazer tudo na perfeição. Para mim não chega o mais ou menos. Tenho de fazer melhor que bom... Ser perfeita. Mas será que alguém é perfeito?!
Resultado...hesito...receio errar... demoro a concretizar....se ponho mãos à obra, então tudo bem. Mas até lá...é o arrastar do tempo. É o tempo de Saturno!
 
Já pensei até: - E se eu o oferecesse para quem precise mais dele do que eu?
 
Mas pensando melhor...
Saturno é estrutura, é profundidade de pensamento.
Saturno é o esqueleto e sem ele fica-se uma massa informe. Sem ele o pensamento é superficial. A memória fica curta. Não há paciência. Em vez de maturidade, continua-se imaturo. Faz falta em acções estratégicas ou de ordem. Dá jeito na economia.
 
Saturno é o velho Sábio!
 
Há sempre as duas faces na mesma moeda.
E assim é com Saturno. Tudo depende da força que tem no mapa astral de cada um.
O meu não tem dignidades essenciais, nem debilidades. Está peregrino. Não é grande coisa, mas podia ser pior. Pelo menos, valha-me a boa disposição e “leveza” do regente do ascendente (Júpiter em Gémeos na casa III). (uso os regentes tradicionais dos signos).
 
Saturno é o que é velho. Em locais do mapa associados ao fim da vida, sempre pode ser uma bênção, porque poderá significar longevidade (não quer dizer que os outros não tenham uma vida longa...).
Está igualmente associado à terra, à agricultura, à jardinagem, às minas, às pedreiras, à construção, aos oleiros, à pastorícia, ao gado…
Profissões que requeiram algum isolamento, ou de alguma forma ligadas à velhice, ou à morte. A limpeza também é coisa de Saturno.
Planeta das cores escuras, enegrecidas, sem brilho. Do frio e da secura.
 
 
Saturno é o último planeta visível a olho nu, o mais distante e por isso mais lento, o que torna o seu efeito mais duradouro e prolongado.
 
 
 
 
O tempo de Saturno não perdoa…
 
Esta casa em ruínas tem nela memórias da minha primeira infância, dos meus pais ainda jovens, de mim, ainda menininha mas a querer fazer coisas de gente grande…De mim sentada num canto, lá dentro, a costurar uma meia quando ainda mal sabia falar. De mim, lá fora junto a uma daquelas paredes, a dormir em cima do capote de um mendigo. E da minha mãe surpresa e assustada uma e outra vez perante tais quadros…
 
 
Passei lá recentemente e das minhas memórias só restam estas ruínas. Da casa da minha avó uns metros mais à frente, só há a terra lavrada e vazia de casa e de horta. O ribeiro lá em baixo, continua a correr indiferente à passagem do tempo e às vidas que vêm e que vão.  
24
Mai17

Astrologia tradicional

por maga rosa

 

Para quem tem curiosidade sobre aquilo que eu faço e que “ramo” da astrologia sigo, deixo-vos um texto que escrevi há alguns anos e que continua bem actual:
 
 
 
- "Não poderei dizer que esta é melhor ou pior do que qualquer outra (aqui refiro-me à astrologia tradicional), mas é a que eu estudo e pratico. Depois de alguns anos meio perdida em busca de conhecimentos astrológicos, lendo tudo o que encontrava, sendo professora de mim mesma, encontrei o meu caminho… A ida às origens, o retrocesso como meio de conhecer o fundamental…A tradição astrológica!
 
 
Engane-se quem pensa que se trata de uma astrologia caduca, ultrapassada, quadrada, retrógrada, desajustada…Com o tempo, cada vez mais astrólogos a vêm resgatando e mostrando que é um caminho viável e muito rico. É um campo completo e repleto de surpresas para quem se dá ao trabalho de a conhecer melhor. Eu fiquei agradavelmente surpreendida e nada arrependida com a escolha.
 
Todo o conhecimento astrológico em geral, é um caminho sem volta (quem estuda ou trabalha com astrologia sabe o que quero dizer) e o meu caminho, trilhado com mais ou menos esforço, mais ou menos paciência, mas sempre de forma consciente é de um só sentido, sempre em frente. Sempre no sentido de ajudar quem me procura, com responsabilidade e conhecimento de facto… Tendo como base alicerces profundos e sólidos.
 
Sei que ainda terei muito caminho a percorrer, mas o que já deixei para trás é motivador… :)
Um dia chegarei lá…
 
 
Por agora serei só uma aprendiz … Uma eterna aprendiz da arte milenar da astrologia. Pelo meio vou fazendo de astróloga de vez em quando, vendo mapas, decifrando símbolos, atribuindo significados, fazendo previsões… (com um pouco de sorte, quem sabe acerte eheheh). Brincadeira ;)"
 
 
 
                                                               Imagens: The Telegraph; Astrologia para Todos
 

Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maga rosa

    Confesso que hesitei em aprovar este comentário e ...

  • maga rosa

    A autora há muito que mudou de registo... Talvez p...

  • Anónimo

    E então, se tudo isso se passasse em 9650-007 CÚ D...

  • pedro

    no inicio aquele re_isto do lado a e lado b mas da...

  • maga rosa

    * Aliás, PDI (peço desculpa pelo palavrão... Porra...

Em destaque no SAPO Blogs
pub