Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

21
Abr20

Quarentena - dia 39

por maga rosa

quarentena - dia 39.jpg

 

“ É preciso não abrandar nunca, mesmo tendo chegado tão longe.”

 

É este o lema de momento. É nisto que penso quando olho para trás e vejo a quantidade de dias em que estive literalmente presa em casa. E quando olho para a frente e penso nos muitos que ainda me esperam, sem poder sair. Eu que tinha tantos planos para os próximos tempos. Para o próximo verão. E uma sede tão grande de estrada e de sítios. Dá cá uma agonia que dá até vontade de quebrar as regras um bocadinho. Mas só que não! Depois de tanto esforço, para quê arriscar? É aguentar mais um bocadinho, que a batalha ainda não terminou. E ter fé em que o pior já passou. E que melhores dias virão.

 

02
Fev20

02.02.2020

por maga rosa

02.02.2020.jpg

 

Hoje temos uma forte energia de número 2. Há quem considere até que se trata de um portal para outras realidades (nem que sejam só energéticas). Além da repetição dos 02 ou 20, estes estão em espelho tornando a data ainda mais especial e um acontecimento raro.

 

Dois e zero. Que se repetem, repetem e repetem. É como um planeta em Astrologia quando volta atrás e de novo a directo, em que passa e repassa por outros planetas ou pontos num mapa natal. É uma energia que se torna mais forte. É a oportunidade extra para resolver algo. É a “água mole em pedra dura que tanto bate até que fura”.

 

No tarot a carta com o número 2 é a enigmática Papisa. Ela é a encarnação da sabedoria, da intuição e também da revelação quando é chegada a hora certa. Já o zero é a carta do Louco, que por vezes também tem a energia do 2. É o arcano 22 para uns e zero para outros. É multifacetado e tanto representa o início de um caminho, como um ponto de chegada. É tudo e é nada.

 

Em todos os arcanos menores do tarot, “o dois” representa a dualidade. Duas forças opostas que tanto se podem completar e gerar a força da união, como semear a dúvida e a inquietação.

 

Dois são os pólos, positivo e negativo. É o Yin e o Yang. Quando o DOIS deixa de ser uma luta de forças e se transforma num só, ele passa a vibrar numa frequência mais elevada, positiva, capaz de criar e gerar outras energias. E passa a ser equilíbrio e harmonia.

 

Para quem acredita em “sinais”, neste dia estejam ainda mais atentos aos sinais que o Universo nos vai enviando. Ele, através de pequenos acontecimentos terrenos vai-nos dando respostas e mostrando o caminho. Só é preciso acreditar!

 

                                                                                                Créditos da imagem: Jordi Koalitic

25
Fev19

O poder do pensamento

por maga rosa

o-poder-do-pensamento.jpg

 

Quando queremos muito uma coisa, até o universo conspira a nosso favor. O poder da nossa mente é enorme, muito mais do que possamos imaginar e vai muito para além do racional.

 

Há quem diga que aquela teoria de que só usamos 10% do nosso cérebro é uma treta e eu até acredito, porque cada parte tem uma função e é o todo a trabalhar em sintonia que faz com que sejamos o que somos, completos e complexos. No entanto, também acredito que existem algumas dessas partes que usamos menos e que poderiam ser melhor exploradas e aproveitadas. Ou então o segredo está na ligação entre as diversas partes… Não sou cientista, por isso não levem isto muito a sério, certo?! ;)

 

Isto tudo para vos contar que neste fim-de-semana tive a prova (mais uma), de que os nossos desejos quando genuínos têm forte chance de se realizar e tudo acontece de forma a facilitar que assim seja.

 

Tudo está em constante mudança e assim é cá em casa também. A horta que já foi outras coisas, tem agora os seus dias contados e está prestes a mudar de cenário. Eu que sou um ser pensante sempre a inventar e reinventar novas utilizações para o que está ao meu alcance, comecei a idealizar um cantinho zen debaixo da nespereira. Dei por mim a formalizar em voz alta o desejo de construir um chão de tijolos antigos, daqueles bem artesanais. Um chão onde gnomos e fadinhas saltitam nas noites de luar, longe dos olhares dos humanos e por entre as plantas que vão nascendo nos desencontros dos quadrados avermelhados.

 

E como os desejos podem ser contagiantes, o marido uniu a sua vontade à minha e idealizou também uns pequenos canteiros com os ditos tijolos. Em conjunto o poder da mente torna-se ainda mais forte. A vibração de tais pensamentos chega mais longe e mais alto e o universo colabora enviando-nos oportunidades.

 

A nossa oportunidade estava mesmo aqui ao lado, no quintal dos vizinhos. Não diria que foi por acaso, porque nada acontece ao acaso. Tudo tem um sentido, tudo tem uma razão de ser. E os tijolos que eles guardavam há anos, de uma parede demolida, estavam destinados ao meu cantinho zen. Só que nós não sabíamos, e eles também não.

 

Obrigada Universo! Obrigada Vizinhos!

 

 

Ps. Ah, não se esqueçam de desejar só coisas boas, é que o universo não faz uma triagem aos “pedidos” que lhe chegam!  

Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maga rosa

    * Aliás, PDI (peço desculpa pelo palavrão... Porra...

  • maga rosa

    Pois, deve ser mesmo isso! Como diz o marido: "é o...

  • Isa Nascimento

    Maga, minha querida... acho que o problema é mesmo...

  • maga rosa

    É isso mesmo, é tudo uma questão de opções... Se p...

  • Bruxa Mimi

    Foi a vossa opção e deixou-vos felizes... Então qu...

Em destaque no SAPO Blogs
pub