Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

06
Jul20

A Lua Cheia em Capricórnio

por maga rosa

Lua Cheia de Capricórnio.jpg

 

Esta é a foto possível da enorme bola que surgiu ao cimo da minha rua, ontem ao cair da noite. Ela estava ali mesmo tão à mão, que tive quase a sensação de que, se subisse a rua, lhe podia tocar. Quase que dava para ver as crateras que dizem que tem. Ou seria o homem da forquilha com o monte de silvas da minha infância? Só sei que ela veio e ficou ali parada por breves momentos, entre as casas e quase a tocar o alcatrão, a oferecer-se à contemplação. E depois, devagar, deslizou e elevou-se no ar por cima dos edifícios baixos.

 

Esta é uma Lua Cheia de Capricórnio. Logo, o tempo de permanência ao cimo da minha rua, naquela pose bem centrada, do “olhem para mim”, não iria durar muito tempo. Quem viu, viu, quem não se apressou, vai ter de esperar por uma próxima. De bónus ainda tivemos direito a Júpiter no mesmo pacote (aquele pontinho luminoso acima da Lua). 

 

🌕♑

20
Mar19

O cortejo da Primavera...

por maga rosa

o-cortejo-da-primavera.jpeg

 

Aqui onde me encontro, a Primavera acabou de chegar por volta das 22h, esplendorosa nas suas vestes cintilantes. Desengane-se quem pensa que ela veio sorrateira pela calada da noite para passar despercebida. Não só enviou à sua frente uma comitiva de raios solares, como ainda se fez acompanhar de uma Super Lua Cheia. Com este Equinócio é tudo em grande, tal como Carneiro gosta. Até dá pulinhos de contente enquanto se coloca na linha da frente do cortejo.

 

Dizem os senhores que estudam estes fenómenos, que a Lua Cheia atinge o seu ponto máximo à 1:43 da madrugada. Quer isto dizer, que vai ser esse o momento exacto em que ela nos aparece enorme, redonda e gorda, quase a rebentar pelas costuras. Uma grande bola perfeita sem achatamentos. E brilhante, não fosse ela uma Super Lua.

 

Bem-vinda Primavera!

És fantástica!

 

                                                                                          Créditos da foto: maga rosa

 

 

20
Nov16

Entre o inferno e o céu...

por maga rosa
No passado dia 14, em vez de andar a escrever sobre a Super Lua, andei sim a subir pelas paredes, a rebolar pelo chão e em alguns momentos, quem espreitasse pela porta do meu quarto ainda podia ver-me de joelhos encostada à cama. Não que estivesse a rezar fervorosamente por um milagre, mas bem que precisava de um. Qualquer posição me servia em busca de algum alívio que não encontrava e nesse dia, senti que tinha atingido o limite da dor. É que não foi uma dorzeca qualquer, foi uma super dor, ou um emaranhado delas. E eu que até já tenho um bom rol dedores no currículo, naquela manhã e tarde que me pareceram infinitas, vivi um verdadeiro pesadelo, uma ida ao inferno! Foram horas e horas de agonia sem pausas. O meu cérebro quase entrou em estado de delirium e dei por mim a pensar compreensivamente naqueles familiares por parte materna que colocaram um ponto final na própria vida. E não foram nada poucos. Por dores da alma, do corpo oudas duas coisas, fazendo bem as contas, dá para encher os dedos das duas mãos. Mas adiante, que eu gosto muito de viver…
 
Não que seja masoquista, mas não tomo medicamentos. Só mesmo aqueles estritamente necessários e indispensáveis e nesse grupo não estão incluídos os analgésicos, anti-inflamatórios, ou relaxantes musculares, pelo que resisti à tentação de me deslocar ao hospital, ou de encher o organismo de drogas.
 
A minha cama tornou-se demasiado desconfortável para o meu corpo dorido, pelo que nessa noite, encontrei refúgio no quartinho de hóspedes no sótão. Não foi o paraíso que encontrei, mas pelo menos sempre estava mais perto do céu. J
 
O marido, solidário, ocupou a outra cama livre das duas que enchem aquele espaço. E lá no alto, para lá da janela do tecto, a lua enorme encontrava-se de vigia. Enquanto eu, a mulher-loba, uivava de dor na tentativa, muitas tentativas, de deitar o costado, ele, o enfermeiro de serviço, espreitava pela clarabóia e admirava a bela da super-Luacheia. Bem sei que o que ele não queria era ver-me a mim, a sofrer e sem poder fazer nada. Diz ele que até tem medo de me mexer, não vá partir.
 
Hoje, a caminho das três semanas de uma crise aguda de hérnia lombar e mais umas coisitas, de muitas horas deitada no chão com o tecto por entretenimento, algumas melhorias e retrocessos (a noite é má curadora), consigo finalmente escrever qualquer coisa. Ainda tenho muita luta pela frente, mas sei que estou no bom caminho!
 
                                                                                                                 Fonte de imagem: Pinterest
 
20
Jun16

Uma Lua Cheia para comemorar o início do Verão

por maga rosa





Hoje somos brindados com umabonita Lua cheia para comemorar o Solstício de verão e a entrada do Sol nosigno de Caranguejo. O auge da Lua cheia de luz deu-se cerca do meio-dia (horade Portugal), muito embora o Sol a essa hora a remetesse para longe da nossavista. Já o Solstício irá ocorrer à noite, por volta das 23h35. Quem nascerdurante o dia de hoje ainda será de signo solar Gémeos e só os nascidos depoisdaquela hora pertencerão a Caranguejo. O dia 21 de Junho é considerado oprimeiro dia do verão, mas hoje, tecnicamente já será verão, mesmo que só poruns míseros 20 minutitos! J

Dizem os mais supersticiosos queeste é um dia muito especial, porque a ultima vez que estas duas situaçõesocorreram em simultâneo, foi há quase meio século e diz a astrologia que é ummomento favorável para dar a conhecer algum evento que se queira muito visível(não esquecer que amanhã também conta!) Uma Lua cheia encontra-se no máximo doseu brilho e força, pelo que se entende que seja esta a fase mais propícia a seser notado e a ganhar popularidade. Isto conta para todas as Luas cheias doano, muito embora, o Verão seja sempre uma época de maior expansão.
 

Daqui a pouco não se esqueçam deassistir ao pôr-do-sol e se não se lembrarem, também não faz mal, têm uma noiteinteira para olhar para a Lua, lá redonda no alto!

Imagens via Pinterest e Google (desconheço os autores para lhes dar os devidos créditos)






Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Em destaque no SAPO Blogs
pub