Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

26
Abr20

Quarentena - dia 44

por maga rosa

Quarentena - dia 44a.jpg

 

A rainha da Alice finalmente ficou pronta. O rosto foi o último a ser pintado, mas às vezes tem de ser assim. O mais difícil fica para o fim. Quando já não havia mais escapatória meti mãos à obra e a tirana (conta a história que ela era uma megera) ganhou vida. Ou parece. Às vezes ao descer as escadas e se olho de relance, quase fico com a impressão que está lá gente. Mas nada, é só uma pintura na parede.

 

Hoje aproveitei que o dia esteve de chuva e pouco convidativo para andar no quintal e terminei o que faltava. Dei os últimos retoques na cara e pintei os corações grandes da saia. Fico com a sensação de que falta alguma coisa nos ditos corações, mas por agora ficam assim. Às vezes bastam uns traços e tudo muda (aos meus olhos).

 

Já me demorei muito na rainha, pelo que é tempo de passar à frente. Ainda tenho um campo de flores para lhe pintar. Dizem que ela não gostava de rosas brancas, vamos ver se ainda lhe calham algumas… Vou tirar algumas flores da cartola a ver o que de lá sai. Depois conto-vos.  

 

Quarentena - dia 44b.jpg

Quarentena - dia 44.jpg

Quarentena - dia 44c.jpg

🍀

17
Abr20

Quarentena - dia 35

por maga rosa

Quarentena - dia 35.jpg

 

A minha Rainha de Copas vai ganhando forma. Pincelada a pincelada, com toda a calma do mundo porque estas coisas requerem tempo e entrega total. Nem é tarefa para se fazer de empreitada, ou com um pé lá e outro a caminho de uma obrigação qualquer. Quanto à pressa, dizem que é inimiga da perfeição. Ali, sou só eu, os meus pincéis e o desenho que tenho em mãos. Quando pinto o tempo pára. Este é um momento de catarse, de expurgar os problemas que possam povoar a mente porque pintar é terapêutico. Pelo menos para mim.

 

Quarentena - dia 35a.jpg

🍀

14
Fev20

Era uma vez...

por maga rosa

…Duas meninas que adoptaram uma avó e perdiam-se de amores pelas suas belas e longas histórias que começavam sempre por “era uma vez…” e terminavam, salvo raras excepções, só no dia seguinte. Era vê-las correrem à fonte de onde jorrava uma inesgotável riqueza de saberes, sem nunca ficarem saciadas. De lá saíam contos de fadas e de princesas que tanto se transformavam em cisnes, como noutra hora eram vítimas de reis implacáveis e fugiam por estradas que mudavam a olhos vistos. Ou então, eram leões presos com cabelos que se transformavam nas mais resistentes das correntes. Foram anos de histórias, lendas, palavras mágicas. Muitas palavras. Tantas que dariam para escrever uma colecção inteira, daquelas com muitos volumes.

 

Que pena que naquela época eu não soubesse ainda que um dia iria querer escrever aquelas histórias todas. E que pena que a memória seja tão selectiva e só tenha guardado partes soltas daqui e dali. Mais do que palavras, ficaram as sensações. E a gratidão.

 

Esta minha história da Alice pintada no hall dos quartos, é uma pequena homenagem àquela senhora, “a prima” como lhe chamávamos, que tão boas memórias me deixou e tanto me ensinou. Hoje, parte de mim, de quem sou, devo-o a ela e à sua passagem leve pela minha vida. Muito mais do que uma vizinha e uma prima muito afastada, foi uma avó, daquelas avós que têm uma paciência que nunca mais acaba, contam histórias e ensinam a bater claras em castelo.

 

Era uma vez3....jpg

Era uma vez....jpg

Era uma vez2....jpg

 

Há dias felizes e hoje foi um deles. Quem me conhece sabe que eu apesar de uma leiga na matéria sou fascinada por fotografia, mesmo que o meu equipamento se resumisse apenas à objectiva que veio no quit, daquelas bem básicas. Hoje, depois da coitada ter avariado e eu ter andado a namorar uma macro que acabei por mandar vir da net, o carteiro tocou à campainha e lá estava o meu belo presente de mim para mim. A loja não brinca em serviço! J

 

Que bela maneira de comemorar o S. Valentim. Não resisti e lá andei eu a experimentá-la na Alice… Amanhã é outro dia e há mais comemorações (e motivos para experimentar a lente também), porque dia dos namorados é quando nós quisermos.  

13
Dez19

No país das maravilhas

por maga rosa

O país das maravilhas1.jpg

 

As pinturas no cantinho da Alice estão terminadas. Se não tínhamos nenhuma Alice, passámos a ter! Se já fazia parte do nosso imaginário desde crianças, agora passou a fazer parte do nosso dia-a-dia e sempre que subimos ao 1º andar lá está ela à espreita. À espreita está também o gato risonho empoleirado no espelho grande e a Milka ganhou uma nova companhia. O coelho anuncia que é tempo de fazer alguma coisa. Flores é que não faltam. Cogumelos. Amores-perfeitos. A estrada de xadrez que nos leva para lá do nosso imaginário e a um belo chá das cinco.

 

Para quem não souber que caminho escolher, é só escutar dentro si que sentimento fala mais alto e seguir as setas.

 

Gosto tanto deste meu jardim!

 

O país das maravilhas2.jpg

 

O país das maravilhas3.jpg

 

O país das maravilhas4.jpg

 

O país das maravilhas5.jpg

 

O país das maravilhas6.jpg

 

O país das maravilhas7.jpg

 

O país das maravilhas8.jpg

 

O país das maravilhas9.jpg

 

O país das maravilhas10.jpg

 

O país das maravilhas11.jpg

 

💗

06
Out19

Nos aposentos da Rainha de Copas...

por maga rosa

Nos aposentos da rainha de copas1....jpg

Toda a corte tem a sua Rainha e aqui impera a do naipe de Copas, a dos corações vermelhos. Não a Rainha vermelha, mas a outra. A do coração vermelho de paixão pela vida, pelo que faz, pelo gostar. A que ama o amor, as pessoas e as flores e não anda a cortar cabeças. Não é caprichosa, é altruísta. A defensora das boas causas, a confidente, aquela que nas cartas segura o cálice de água. E água é símbolo de amor e emoções. E quem segura o cálice tem o controlo. Mas não é má como a pintam aqueles que teimam em lhe chamar de Rainha Vermelha. A do filme. Aquela que ficou de fora da minha história e não a outra, a que vive nos meus aposentos mas não na minha parede.

 

E o coelho lá segue apressado ao toque da corneta e do tic-tac do relógio…


❤️

30
Dez16

A aldeia do sal...

por maga rosa

Num reino distante, certo dia, uma princesa ao dizer ao rei seu pai que lhe queria tanto como ao sal, foi expulsado reino. Depois de muito andar, foi ter a um castelo onde, ao descobrirem asua linhagem, a receberam de braços abertos. Sabem como é, nestas coisas hásempre um príncipe casadoiro, que depois de muitos testes à suposta princesa para secertificar da veracidade do seu sangue azul, se apaixona perdidamente e lhepede a mão em casamento. E assim foi! E convidaram todos os reis e rainhas dosreinos vizinhos e dos não vizinhos, inclusive os pais da (des)afortunadaprincesa. A noiva encarregou-se de preparar a comida que iria ser servida ao seu pai, com as suaspróprias mãos, e não lhe colocou nem um grão de sal. Já quando todos seencontravam à mesa a comer e beber à grande, o dito rei, achando a comidaintragável, horrível mesmo, reclamou, praguejou (e vá lá não terem tombado umasquantas cabeças na cozinha)! A princesa sua filha, que até então andavadisfarçada, revelou-se e foi aí que o rei percebeu  o porquê dela antes lhe ter ditoque lhe queria tanto como ao sal. Há lá alguém que goste de comida insonsa! Orei arrependeu-se de a ter expulsa de casa e depois muitas lágrimas,abraços e pedidos de perdão, a festa lá continuou. E foram todos felizes para sempre!


Das pessoas que conheço,sou aquela que menos sal usa para cozinhar (há que cuidar do coração!), mas usoalgum, não faço como a princesa. Procuro é sal de qualidade, 100% natural, feitotradicionalmente e sem recurso a aditivos químicos. Sal branquinho e limpinho,uso, mas para lavar o chão e mandar embora as energias negativas que por algumdescuido se tentem instalar aqui em casa.

Aqui tão perto, e só ontemvisitei as salinas de Rio Maior pela primeira vez. Foi uma visita rápida definal de tarde e com a aldeia a trabalhar a meio gás, mas valeu a pena. A própriaaldeia de casinhas em madeira já é um bonito e autêntico presépio!

Aproveitei e comprei 1 kg de sal!


29
Nov16

A princesa "grão de ervilha"...

por maga rosa

"Certopríncipe, por mais que procurasse, não encontrava esposa adequada entre asmuitas princesas do mundo. Porém, numa certa noite de tempestade, uma moça foibater à porta do palácio para pedir abrigo. Disse que era filha de um rei. Emvista disso, a rainha-mãe quis preparar-lhe a cama com as suas próprias mãos ecolocou debaixo dos vinte colchões e das vinte almofadas onde a princesadeveria deitar-se, um pequeno grão de ervilha.
Na manhã seguinte, a rainha-mãeentrou no aposento da jovem e perguntou-lhe como tinha passado a noite.

-Oh, Majestade! exclamou aprincesa. Não consegui dormir a noite inteira, porque, na cama, havia algumacoisa dura que me incomodava horrivelmente.

Ao ouvir isto, a rainha-mãeabraçou a princesa, comovida e contente por ter, enfim, encontrado uma esposadigna do príncipe, seu filho. E, realmente, nenhuma outra princesa, por maisdelicada e sensível que fosse, teria podido perceber aquele grãozinho deervilha colocado debaixo de tantos colchões e almofadas. O casamento celebrou-sedias depois, com muitos festejos."

A princesa e a Ervilha,
HansChristian Andersen


Bem, tenho que inspeccionarminuciosamente debaixo do meu colchão...Às tantas está lá a causa destas minhasprolongadas e irritantes dores nas costas! ahahah

(Dedicado à minha princesa"grão de ervilha" :)…

….sempre princesa, mas cada vezmenos grão de ervilha! 💜)

Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maga rosa

    Força!Se precisares de alguma dica, cá estou para ...

  • Isa Nascimento

    Amor incondicional...

  • Sofia

    Olá,Nós aqui em casa também fizemos as nossas Um ...

  • Sofia

    Olá,Que inspiração, gostava muitoo de fazer a minh...

  • maga rosa

    É uma Rainha de metro e meio de altura (mais coisa...