Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

02
Abr20

Quarentena - dia 20

por maga rosa

Quarentena - dia20.jpg

 

Balanço do dia: 2 em casa e três a trabalhar fora.

 

Depois da tempestade vem a bonança. Depois de um dia chuvoso, frio e até granizo, veio o sol para nos aquecer a alma e renovar a esperança.

 

Deu para aproveitar o quintal, fotografar as poucas flores em flor que sobraram do ano anterior e sobreviveram ao Inverno. A pandemia antecipou-se aos meus trabalhos de jardinagem e não cheguei a arranjar plantas novas para completar os espaços vazios. É o que há e sou grata por isso.

O marido aproveitou para cortar uns ramos da copa do araçazeiro para o Sol entrar. As plantas baixas agradecem.  

 

Quarentena - dia20b.jpg

 

Quarentena - dia20c.jpg

 

Quarentena - dia20a.jpg

 

Quarentena - dia20e.jpg🍀

28
Mar20

Quarentena - dia 14

por maga rosa

Quarentena - dia 14.jpg

Gosto do número 14 e do 4 também. Significados à parte, são números que sempre andaram de mãos dadas comigo em momentos importantes. Hoje é o 14º dia de isolamento voluntário aqui no meu pequeno mundo. O 4 está muito ligado à estabilidade e dando uma olhadela rápida ao mapa astrológico do momento, temos a Lua e Vénus em Touro. Mais estabilidade. Para mim, é um vislumbre de esperança. Queiram os deuses que a tal curva estabilize e comece a virar no sentido oposto.

 

Vamos todos enviar boas energias para o universo e pedir para que interceda por nós. Que ele nos ouça e nos alivie a carga e torne a caminhada mais leve. É que a lição está a ser dura…

 

 

Estas rosas da foto são especiais. Foi o genro, sempre amoroso, que as trouxe, uma para cada uma das três mulheres aqui da casa. Já lá vão 20 dias desde o dia da mulher e ainda aqui estão a colorir e embelezar a nossa casa e os nossos dias. Os caules estão cheios de vida com os seus rebentos verdes (que vou tentar que ganhem raízes e transpor para a terra no quintal). Hoje vão para todos aqueles que passarem aqui por este cantinho da maga. Bem hajam  e sintam-se em casa!

 

🍀

16
Out19

Os duendes alquimistas cá de casa

por maga rosa

osduendesalquimistas1.jpg

Andam duendes cá em casa, só pode! Mal viro costas para ir fazer umas comprinhas para encher a despensa e eles fazem das suas. Ou serão dois querubins que aqui tenho? Atentos aos meus desenhos e pinturas. Vigilantes e protectores das minhas artes para que nada se dê por perdido e nem se prolongue muito no tempo. Mas diabretes ainda assim, porque me obrigaram a uma mudança no padrão das cores à custa da sua incursão pelo mundo das minhas tintas.

 

São uns duendes diabretes alquimistas, que deixam um rasto de ouro à sua passagem. As minhas rosas ganharam contornos de ouro. A rosa branca agora está contornada a dourado e a outra flor lá de cima ainda por pintar e que ia seguir o padrão rosa das demais, viu-se engalanada pelo mesmo brilho do real metal. Ganhou botões igualmente dourados.

osduendesalquimistas.jpg

(filhota e seu boyfriend, não se preocupem que eu mantive a vossa arte intrusa inalterada, ou quase…) Malandrecos! 😘💜

01
Jul19

O jardim das fadas...

por maga rosa

O jardim das fadas....jpg

 

A saga do jardim das fadas continua. Enquanto houver vontade, enquanto houver onde e enquanto houver sonhos, as flores continuam a crescer no meu jardim. É um sonho que vai ganhando forma lentamente, ao ritmo da sombra que vai e volta. Do tempo que vou ganhando em cada manhã ao sol célere que teima em vir cada vez mais cedo. E em se pôr cada vez mais tarde. Ou em aquecer cada vez mais a minha tela cada vez menos em branco. Outros detalhes esperam a sua vez de serem colocados no lugar. Ou de serem produzidos… Enquanto isso, a selva cresce a olhos vistos. As pedras mudam de lugar (desconfio que as fadas já andam por aqui) … As nossas patudas fazem das suas. E eu limpo, lavo, corto uns ramos. Pinto. E torno a limpar e a olhar para as pedras que esperam a sua vez. E preparo mais cores.

17
Mai19

A vida é feita de escolhas

por maga rosa

Móvel para bebidas21.jpg

 

Este é um móvel, mas não um móvel qualquer. Podia ter escolhido a via mais fácil e usá-lo tal como estava, colocado num canto qualquer nos fundos da casa, para guardar ferramentas. Escolhi dar-lhe uma nova cara, uma nova cor e uma nova vida. Foi-nos dado por uma colega do marido (bem sabem que gosto de aproveitar estas coisas…) e eu escolhi dedicar-me a ele de alma e coração. 

 

Durante o processo de recuperação, nem tudo foram rosas e a uma dada altura houve até uma pontinha de desapontamento, mas depois de quatro camadas de tinta (que afinal se revelou lindíssima), algumas alterações à ideia inicial e outras tantas aplicações, ficou uma bonita peça decorativa e única.

 

Agora, os meus olhos enchem-se de orgulho sempre que passo pelo móvel das bebidas! 

Móvel para bebidas13.jpg

 

Mas antes de chegar ao que é agora, houve todo um longo processo de restauro. Vinha com aqueles furinhos típicos do caruncho e mesmo não gostando eu nada de usar venenos, neste caso é mesmo necessário, se não queremos ver a mobília reduzida a pó. No segundo passo tive a ajuda do marido. Usámos as paletes que tínhamos tirado da cerca da horta e fizemos um tampo de reforço, que ele pregou por cima do original e pode ser visto aqui. Reforçou também os pés traseiros com uns pedaços de madeira, porque além de serem frágeis, um deles estava comido pelo bicho da madeira. As paletes revelaram-se muitos úteis e com elas fizemos ainda uns apoios para as garrafas, que pregámos na parte inferior do móvel. 

 

Móvel para bebidas colagem (1).jpg

 

Móvel para bebidas1.jpg

 

Móvel para bebidas9.jpg

 

Lixar. Pintar com primário. Pintar de vermelho. Sentir a frustração de não ser bem aquilo. Reformular a ideia. Pintar mais e mais de vermelho até obter uma cor uniforme. Pintar por cima com branco a “parede” do fundo. Pintar de branco o interior e a frente das gavetas. Pintar o tampo de branco. Lixar. 

 

E chegou a hora que me fez dar pulinhos de contente. Experimentar fazer decoupage, que não é nada mais e nada menos que colar pedaços de papel. Usei guardanapos próprios para o efeito que, felizmente, encontrei à venda em dois pontos aqui da cidade. Numa livraria e numa loja de produtos para artes e que se vendem avulso. 

 

Móvel para bebidas3.jpg

 

Móvel para bebidas2.jpg

 

Móvel para bebidas8.jpg

 

Móvel para bebidas7.jpg

 

Móvel para bebidas4.jpg

 

Móvel para bebidas5.jpg

 

Móvel para bebidas6.jpg

 

Para o tampo, rasguei com as mãos pedaços do guardanapo à volta dos motivos florais para dar um aspecto mais natural. Nas prateleiras as folhas foram usadas inteiras. Cada guardanapo tem 3 películas. Retiram-se duas delas e só se cola a exterior e que tem os desenhos. É tão fina que fica transparente depois de colada, o que dá para ver no tampo (o fundo dos desenhos também é branco tal como a tinta usada).

 

 

Usei cola branca que apliquei com um pincel fino. A cola é aplicada na superfície (neste caso a madeira), aplica-se o papel e alisa-se bem de modo a não deixar bolhas. Depois leva mais uma camada de cola por cima.

 

O segredo para uma aplicação perfeita, está em usar um plástico por cima para alisar o papel. Se usar as mãos, já era!

 

Por fim, e depois de deixar secar de um dia para o outro, lixei. Queria dar um ar mais natural e vintage, pelo que o desgaste com a lixa teve esse efeito. Parece até que é pintura.

 

Por último, foi a finalização do tampo pintando (a pincel), a grinalda a preto e a frase. Lixei algumas zonas estratégicas do móvel para dar aquele ar de desgaste.

 

Móvel para bebidas12.jpg

 

Móvel para bebidas17.jpg

 

Móvel para bebidas15.jpg

 

Móvel para bebidas18.jpg

 

Móvel para bebidas16.jpg

 

Móvel para bebidas14.jpg

 

Móvel para bebidas19.jpg

 

Móvel para bebidas20.jpg

 

Móvel para bebidas11.jpg

 

Com direito a assinatura de autor! 💙

22
Mar19

Como eu recebi a Primavera?

por maga rosa

Como eu recebi a Primavera_.png

 

Trazendo-a para dentro de casa. Convidando-a a entrar e a instalar-se no meu quintal. E que bem que ela fica no meu pedaço verde, com os seus matizes de rosa, branco e amarelo. Instalou-se com modéstia, mas juntas vamos tornar o jardim encantado. O nosso jardim. O nosso cantinho zen que outrora já foi horta e agora ganhou nova vida com o chão feito com os tijolos que o destino nos tinha guardado no quintal dos vizinhos. Aqueles mesmos tijolos que publiquei aqui. Este é um piso feito de histórias. As nossas, as dos vizinhos e aquelas que eles guardaram quando eram paredes numa outra casa de uma outra família, noutra época. E a Primavera entrou e quis ficar. Há lá amor-mais-perfeito do que o nosso!

 

Numa próxima “história” trago-vos os nossos amores-perfeitos, as azáleas, a margarida… as ervas bem cheirosas, as pedrinhas que ainda hei-de pincelar com tintas e desenhos… e mais, muito mais.

 

                                                                                                     Créditos da foto: maga rosa

Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maga rosa

    Força!Se precisares de alguma dica, cá estou para ...

  • Isa Nascimento

    Amor incondicional...

  • Sofia

    Olá,Nós aqui em casa também fizemos as nossas Um ...

  • Sofia

    Olá,Que inspiração, gostava muitoo de fazer a minh...

  • maga rosa

    É uma Rainha de metro e meio de altura (mais coisa...