Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

maga rosa

Oficina de artes esotéricas e criativas.

25
Abr20

Quarentena - dia 43

por maga rosa

Quarentena - dia 43a.jpg

 

Nada melhor para celebrar a vida que um nascimento. E numa época em que a liberdade nos diz tanto, por nos vermos limitados nos nossos movimentos em sociedade, o dia 25 de Abril, símbolo de liberdade, ganha uma outra intensidade. Escolhi esta foto precisamente por marcar um momento especial, um brinde à vida e à vinda de um bebé à família. O meu genro tinha acabado de receber a notícia de que foi tio. O irmão mais novo já é pai, depois de um dia de muita angústia. Não é nada fácil trazer ao mundo uma criança nestes dias tão complicados. Estas mães são umas heroínas. Largadas literalmente à porta dum hospital, sem qualquer possibilidade de acompanhamento e de apoio, quando o momento só por si, já é de fragilidade. E sem visitas durante o tempo de internamento. A actualidade assim o exige. Mas, está tudo bem. O dia é de alegria.

 

(Que me desculpem os meus leitores pelos tremeliques das imagens no vídeo, mas foi da emoção e a primeira vez que filmei com esta objectiva. Para a próxima fica melhor!)

 

Música que o meu querido marido cantou durante a live que fez para o seu público no facebook, e dedicou aos recém papás. “Os Putos” de Carlos do Carmo, um dos meus fadistas preferidos de sempre.

 

🍀

16
Abr20

Quarentena - dia 34

por maga rosa

Quarentena - dia 34.jpg

 

Abril águas mil, já diziam os antigos e este ano o provérbio assenta que nem uma luva. Hoje dei por mim a pensar que pode vir aí uma cheia que nem damos por ela, tal é o isolamento. Fechados em casa e com as notícias só focadas numa coisa, covid-19, o resto passa ao lado. É que passa mesmo. Ainda me lembro das muitas vezes que o Tejo transbordava e a cheia vinha pelos campos até à entrada aqui da nossa pequena cidade. Por vezes só dava para atravessar de barco. Numa dessas vezes, o maridão passou para lá de mota, a seco, e na volta do trabalho teve de atravessar com água pelos joelhos. A pé, de mota à mão e na escuridão da noite. Uma aventura. Ou isso, ou ficava do outro lado. A ponte nova ainda não tinha sido construída. Mas ele não é de hesitações e meteu-se ao caminho. É um homem de coragem.

 

Nos tempos que correm é mesmo disso que precisamos. De coragem. Uma dose dupla de coragem e outra de fé. Muita fé!

 

“Fé é acreditar naquilo que não se pode ver, provar ou tocar.”

 

Fé é acreditar que vai ficar tudo bem!

🍀

12
Abr20

Quarentena - dia 30

por maga rosa

Quarentena - dia 30.jpg

 

Já se passou 1 mês. Trinta dias desde que esta saga começou. Trinta dias sem sair à rua por um bem maior, o bem da família, da comunidade, da humanidade… E o futuro continua incerto. Uma incógnita. Quero acreditar que o verão será uma lufada de ar fresco e esta interrupção foi só uma pausa para o planeta respirar. Quero acreditar que iremos ter as nossas vidas de volta e tudo volta a ser como antes. Ou melhor, vamos poder retomar os planos que ficaram parados no tempo. Vamos poder respirar o ar lá de fora sem medos. Mas até lá, é um dia de cada vez. A fazer o melhor que podemos em cada um desses dias.

🍀

10
Abr20

Quarentena - dia 28

por maga rosa

Quarentena - dia28.jpg

Há muito que deixei de ver as notícias para saber os números da pandemia. Presentemente, limito-me a ver o e-mail do presidente da Câmara para ter uma noção do que se passa a nível local. É o que me basta. Pela minha sanidade mental prefiro andar longe de telejornais e demais publicações sobre o assunto. Já cansava.

 

Estou aqui na minha bolha, tentando abstrair-me do que se passa lá fora, mas procurando manter a mente ocupada para não virem ao de cima pensamentos claustrofóbicos. Para quem, como eu, já passava a maior parte do tempo em casa, o estar em casa agora nem é assim tão difícil. Mas a sensação da falta de liberdade custa. E hoje senti tanta falta das minhas caminhadas matinais. E de coisas tão simples, como ser eu mesma a ir ao supermercado fazer as minhas compras. Cá em casa é a filha mais velha que passou a ter essa responsabilidade. Achamos ser o mais fácil e mais correcto. Só um sair para fazer as compras para todos. Somos cinco. E num mês ela já ganhou a prática de como passar entre os “pingos” (pessoas), ou não levar as mãos à cara e outras miudices (mas que são essenciais). Ir outro, seria começar tudo de novo. Seria arriscar mais. Está bem assim, mas que eu sinto falta, sinto. E pensar que possamos estar longe do fim, custa ainda mais. Bem sei que este é um pensamento transversal a muita gente e que estamos todos no mesmo barco, ou no mesmo mar, mas cada um no seu barquito… E que saudades me deu agora de ver o mar… (suspiros)

Um dia de cada Vez…

 

02
Abr20

Quarentena - dia 20

por maga rosa

Quarentena - dia20.jpg

 

Balanço do dia: 2 em casa e três a trabalhar fora.

 

Depois da tempestade vem a bonança. Depois de um dia chuvoso, frio e até granizo, veio o sol para nos aquecer a alma e renovar a esperança.

 

Deu para aproveitar o quintal, fotografar as poucas flores em flor que sobraram do ano anterior e sobreviveram ao Inverno. A pandemia antecipou-se aos meus trabalhos de jardinagem e não cheguei a arranjar plantas novas para completar os espaços vazios. É o que há e sou grata por isso.

O marido aproveitou para cortar uns ramos da copa do araçazeiro para o Sol entrar. As plantas baixas agradecem.  

 

Quarentena - dia20b.jpg

 

Quarentena - dia20c.jpg

 

Quarentena - dia20a.jpg

 

Quarentena - dia20e.jpg🍀

02
Abr20

Quarentena - dia 19

por maga rosa

Quarentena - dia 19.jpg

Décimo nono dia de isolamento em casa e tudo a acontecer lá fora. É lá fora que se decidem destinos e se traçam estratégias, um pouco em cima do joelho, procurando antecipar-se no tempo e nos acontecimentos. Muitas vezes às cegas, ou olhando para o lado no que toca à prevenção do próximo. Não é fácil, nada disto é fácil. Quando não existem os meios, muitas vezes prefere-se fazer de conta de que não são precisos. O que importa é o todo e cada um que se desenrasque… Somos todos humanos e esta tragédia não veio com livro de instruções, é o que é.

 

A Diana foi recrutada à última da hora e amanhã lá vai ela, entregue a si mesma (é assim em qualquer guerra), para o bem colectivo.

 

Um dia de cada vez. Hoje já é passado. Veremos o que o amanhã nos reserva.

🍀

26
Mar20

Quarentena - dia 13

por maga rosa

Quarentena - dia 13.jpg

 

Se fosse escrever sobre o dia de hoje teria de falar no pesadelo que me acordou a meio da noite com uma taquicardia, da dor de cabeça que persistiu pelo dia todo, das burocracias e das muitas pesquisas e leituras para tentar entender as leis, que neste momento estão muito confusas… Do outro lado da linha telefónica só se ouvem vozes baixas, arrastadas, que deixam adivinhar um encolher de ombros perante a incapacidade de dar uma resposta assertiva tal é o caos…

 

Mas, prefiro deixar-vos com um poema de esperança escrito pelo grande Mário Quintana, poeta brasileiro.

 

Esperança

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano

Vive uma louca chamada Esperança

E ela pensa que quando todas as sirenas

Todas as buzinas

Todos os reco-recos tocarem

Atira-se

E

— ó delicioso vôo!

Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,

Outra vez criança…

E em torno dela indagará o povo:

— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?

E ela lhes dirá

(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)

Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…

 

 

“Viver é acalentar sonhos e esperanças,

Fazendo da fé a nossa inspiração maior.

É buscar nas pequenas coisas,

Um grande motivo para ser feliz!”

Mario Quintana -

 

🍀

 

 

                     (Foto do meu arquivo pessoal, tirada durante uma viagem a Inglaterra.)

 

Quem é a maga rosa?

É uma alma antiga, bruxinha ou alquimista, que sabe que é o sonho que comanda a vida e que o essencial só é visível ao coração, pelo que coloca paixão em tudo o que faz, mesmo que aos olhos dos outros não passe de uma lunática. Quando desce à terra, deita cartas e lê nos astros, enquanto vai espalhando pinceladas de cor e boas energias!

Mais sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • maga rosa

    É isso mesmo, é tudo uma questão de opções... Se p...

  • Bruxa Mimi

    Foi a vossa opção e deixou-vos felizes... Então qu...

  • maga rosa

    Sim, pode! Mas não seria a mesma coisa ter que lim...

  • Bruxa Mimi

    Casar em tempo de pandemia também pode ser na Igre...

  • maga rosa

    Força!Se precisares de alguma dica, cá estou para ...